POEMA ESCRITURÁRIO

10/08/2015 11:15

Frederico Spencer

 

Saindo da tarde, o elevador

abre a noite na folha

o poema desertado do dia:

na pena escriturária,

a paixão e a fantasia.

A noite liberta, no fim da tarde

possibilidades até o amanhecer:

o novo dia se fecha no elevador

no décimo andar a contabilidade

desses dias.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!